VINHOS

Vinho barato é ruim?

Para entender o que garante um sabor agradável à esta bebida, elencamos tópicos para facilitar a compra.

Você já percebeu que nas prateleiras tem vinhos de variados preços? Isso gera uma grande duvida na hora de comprar: Será que o vinho que está mais em conta tem o mesmo sabor que os que tem preços mais elevado? Segundo a sommelier da Evino, Stephani Vaz, são os detalhes que mudam o preço de cada vinho:

“Muitas vezes pagamos a mais em uma garrafa sem entender por que: seja por marketing, embalagem e/ou fama do produto. Rótulos econômicos ajudam a aumentar o consumo da categoria, tornam a bebida acessível a todos os públicos e estimulam o comércio e a produção”, finalizou.

Para entender o que garante um sabor agradável à esta bebida, elencamos tópicos para facilitar a compra.

De onde vem o vinho?

Os mais comuns nos supermercados ludovicenses são: brasileiros, chilenos, argentinos, espanhóis e franceses. É importante analisar o país de origem por que cada um possui características climáticas e de solo, diferentes práticas enológicas e uvas específicas da região. Os mais em conta, geralmente, são os três primeiros a serem citados.

O clima mediterrâneo do Chile tem um ponto a destacar, possui influência marítima e variação de elevo. Já a Argentina tem clima seco, sem influência do mar. Logo, os dois estilos são diferentes. Comparando entre os dois, os chilenos possuem mais estilos, e você pode encontrar um que tenha baixo custo e bastante qualidade, já os vinhos argentinos não variam tanto, mas, conseguem um padrão de qualidade ligeiramente superior.

O tipo de uva

  • Cabernet Sauvignon: encorpados e discretamente mais ácido.
  • Merlot: uma uva mais aveludada, macia e com notas frutadas.
  • Malbec: aroma marcante, leve sabor de especiarias. Comum na Argentina.
  • Carménère: encorpados, frutados e levemente apimentados.
  • Pinot Noir: delicado, suave e sofisticado.
  • Syrah: cor intensa, aromas de especiarias e defumado.
  • Tannat: com o tanino fortemente presente, o que faz com que esses vinhos fiquem melhores com o tempo de envelhecimento.
  • Tempranillo: aroma de especiarias e ervas e sabor frutado, normalmente vindos da Espanha.

Depois de conhecer todos os detalhes, escolha o estilo que mais combina com o seu paladar e avalie o melhor custo-benefício para o seu bolso.

 

Carregando