Alimentação Saudável

4 motivos para nunca mais comer miojo

Conheça mitos e verdades sobre o macarrão instantâneo

A facilidade e rapidez do macarrão instantâneo atrai muitas pessoas. Mas, o miojo esconde muitos riscos à saúde que nem todo mundo sabe. Vamos desmistificar o que é mito ou verdade e, certamente, você vai aprender que é melhor comer o macarrão tradicional.

Miojo emagrece?

Mito. Primeiramente, este tipo de alimento é composto por carboidratos simples, ou seja, baixo valor nutricional. Não promove saciedade por muito tempo e quando consumido com frequência, produz aumento de gordura.

Se você comparar, 90 gramas de miojo contém 421 calorias. A mesma quantidade de macarrão, contém 316 calorias.

Esse alimento possui substâncias causadoras de câncer?

Verdade. Além do baixo valor nutricional, alto teor de sódio, já foi comprovado cientificamente que o MSG (glutamato de sódio) causa alergias em algumas pessoas, e ainda, pode desenvolver o câncer. Também é encontrado o conservante terc-butil hidroquinona, mais facilmente chamado de TBHQ, em quantidades significativas no macarrão instantâneo.

Consumir só a massa, sem o tempero pronto, fica mais saudável?

Mito. Essa teoria se torna fictícia porque a massa passa por um processo de fritura antes de ficar pré-cozida, seca e crocante. Ou seja, tem muito óleo envolvido nesse processo. Além disso, algumas marcas utilizam o propilenoglicol na secagem do macarrão, a substância retira a umidade desse tipo de massa, por meio do cozimento e secagem. Em contrapartida, agride o nosso fígado.

 

O macarrão instantâneo altera o funcionamento do organismo?

Sim, o miojo se enquadra na categoria de alimentos ultra-processados. Logo, provoca uma sobrecarga no sistema digestivo. Pela grande quantidade de sal, contribui para o aparecimento de doenças doenças cardíacas, diabetes e derrames.

 

 

Carregando