Entrevista

Dia internacional do Chef de Cozinha

Entenda como funciona a rotina de um chef de cozinha através do olhar do Chef Wagner Velasco

Ser um chef de cozinha é muito mais do que alimentar o outro, é uma arte. Combinar ingredientes, provocar sensações e sabores não é uma tarefa fácil. Entrevistamos o Chef Wagner Velasco, que possui 17 anos de experiência em cozinhas de todo o Brasil.

Como é seguir carreira como Chef de Cozinha?

Hoje, o chef de cozinha no Brasil já tem um reconhecimento maior. Tempos atrás, era considerado subemprego. Com muita luta, programas TV começaram a mostrar parte dos bastidores e isso serve para que as pessoas entendam que nós causamos sensações e experiências através da alimentação.

É claro que o glamour dos programas de TV não mostram tudo. Vale lembrar que são longas jornadas de trabalho, muitos restaurantes podem até fechar as portas às 22:00 h, mas, o que ninguém vê é que depois de esperar o último cliente sair, precisamos deixar a cozinha limpa e preparada para o dia seguinte.

Chef Wagner Velasco (Foto: Karlos Geromy/ O Imparcial)

Qual o caminho para tornar-se Chef?

Ninguém se forma chef na faculdade, se forma Cozinheiro. Assim começa a carreira. É uma boa escolha para pessoas muito motivadas e curiosas.

Na minha profissão existem muito prós e contras, geralmente não estou presente em momentos de confraternização familiar, e sim, proporcionando para outras pessoas a felicidades de comer bem.

Qual a parte mais importante na sua rotina?

Ter atenção aos detalhes, tanto para seguir receitas quanto para criá-las. Manter o controle dos suprimentos de cozinha e fazer tudo com amor.

Carregando