É do Maranhão

Como a Diverno se tornou um sucesso?

Genuinamente maranhense, a marca de gelatos ganhou o paladar dos ludovicenses. Mas, poucos sabem que não foi tão fácil chegar à formula do sucesso

Diverno é maranhense de pai e mãe, os empresários Rodrigo Chaves Lima (Natural de São Luís) e Danielle Rodrigues Lima (Natural de Imperatriz) começaram a empreender há 7 anos com “A Kaska“. Era uma sorveteria que comercializava sorvetes produzidos com máquina de soft. Na época, o negócio era bastante promissor, chegaram a ter 7 pontos de venda, mas, a crise em 2014 tiveram que repensar a estratégia.

O casal acreditava que precisava investir no espírito empreendedor. Após viagens para conhecer gelaterias do mundo todo, identificaram que São Luís precisava de um lugar diferenciado. Inspiraram-se no “know-how” e sabores da Italia, fizeram um mix com as frutas regionais e decidiram abrir a primeira Diverno, no Renascença.

Rodrigo Chaves Lima e Danielle Rodrigues Lima, proprietários da Diverno

Era uma equipe bastante reduzida, com apenas 4 atendentes, mas, o sucesso foi tão grande que a gelateria cresceu. Hoje a diverno tem 3 unidades (Renascença, Cohajap e Av. Litorânea) e caminha para a 4ª – na Ponta da Areia.

Rodrigo afirma que eles sempre buscam os melhores ingredientes. Por mais que o público já tenha uma boa aceitação dos sabores, para os empresários, é preciso inovar e conhecer os clientes.

Escutamos o que os clientes pedem, por isso, fizemos adaptações com as frutas do Maranhão. Por exemplo, o nosso gelato de Abacaxi não é feito com qualquer abacaxi, fazemos questão de utilizar o Abacaxi de Turiaçu. Bem como, bacuri, cupuaçu e açaí, que são solicitações frequentes dos nossos consumidores.

Para saber mais sobre a história da Diverno, veja a vídeo reportagem.

Carregando