COPA DO MUNDO

Sopa russa com tempero maranhense: aprenda a fazer Borscht

Em clima de Copa do Mundo, o “Você, Gastrô!”, a Tv Imparcial e o Restaurante Escola do Senac fazem releitura maranhense de prato típico da Rússia

Foto: Lara Souza

Se existe um prato que é a cara da Rússia, é a sopa de beterraba chamada Borscht. A sopa é parte da herança culinária local de diversas nações da Europa Central e Oriental. E é tradicional em diversos países do Leste Europeu como a Rússia, Ucrânia, Polônia, Romênia, entre outros.

A beterraba é o ingrediente principal da sopa, que dá a tonalidade avermelhada. Outros ingredientes costumeiros europeus são o repolho, cenoura, pepino, batata, cebola, tomate, cogumelo e carne, vinagre ou limão, às vezes até feijão. Diferente, não é mesmo? Então resolvemos aproveitar a Copa do Mundo para fazer uma deliciosa Borscht maranhense. A releitura foi feita pelo Chef Igor Henrique do Restaurnte Escola do Senac.

Preparo

 

QUANTIDADE

 

INGREDIENTES

02Cenouras médias
06Beterrabas
01Talo de aipo
01Cheiro verde
60 mlAzeite de oliva extra virgem
400 gCarne de caranguejo
100 mlLeite de coco
20 mlSuco de limão
20 gCebola picada
100 gExtrato de tomate
a gostoPasta de alho
a gostoSal
a gostoPimenta do reino

Como fazer

Condimente a carne de caranguejo com sal, pimenta e suco de limão. Em uma panela faça um refogado com azeite, cebola, alho, adicione a carne de caranguejo, leite de coco e cheiro verde picado, deixe cozinhar e reserve.

Descasque e corte a cenoura, beterraba e aipo. Logo após refogue em azeite e deixe cozinhar. Bata no liquidificador, a consistência vai ficar pastosa no início, mas não se preocupe que depois fica mais líquida, e misture com a carne de caranguejo no fogo novamente. Retifique o sabor com sal e sirva em prato fundo ou tigela com torradas de beterraba. Caso não encontre torradas de beterraba e não queira fazer, pode usar qualquer outra torrada. Rende duas porções.

Surpreendente!

O sabor da sopa realmente surpreende, não é nada do que você imagina que vai encontrar. Dá para sentir o sabor marcante da carne do caranguejo, que sem dúvidas roubou a cena, mas sem perder a presença da beterraba. Levemente adocicado, o chef fez a escolha de caprichar um pouco mais no sal e pimenta-do-reino, que fez toda a diferença no sabor e presença do prato. Além da presença marcante do limão, dando acidez ao prato. Não é algo para se fazer todo dia, dada a complexidade de tirar a carne do caranguejo, mas que quando é feita, deixa um gostinho de quero mais.

Carregando